Site Meter





devia caber tudo numa melodia; eu no interior de. eu no interior de uma casa antiga. de uma casa longínqua na margem de um rio. um casaco escuro em torno da cabeça. ou a cabeça debaixo do lençol do medo, assim. deveria conter-se a totalidade dentro de uma música. nem sempre me sinto seguro no silêncio. tenho medo do gesto que se mova sózinho, imprevisto na relação directa à vontade. gostaria de um beijo teu. assusta-me a pergunta do depois. assusta-me como um casaco preto e a noite rodeando a cabeça. um beijo teu debaixo do lençol do medo: toda a vida numa música. tudo tudo tudo. entrar e sair mas tudo tudo tudo. ser-me-ia bem mais fácil a melodia, a progressão harmónica, a improvisação que surgisse

3 comentários:

un dress disse...

eu tenho medo do medo do medO

uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!! :)

que lindO!!



beijO

Andreia Ferreira disse...

E às vezes cabe mesmo tudo tudo dentro de uma melodia. Aquele que de tão especial dis tudo, tanto, e até mais.
Bela descoberta ;)

Beijinho!

ana disse...

improvisar é sempre a escolha certa

Arquivo do blogue



ROSASIVENTOS
DMCA.com