Site Meter

e o eterno tempo
e o eterno tempo ainda é necessário mencionar no conjunto do corpo do espaço do som
da cadeia de sons
há-de surgir o poema ao contrário
do fim para o início
sem esforço adivinha-se toda a vida
adivinha-se que o relógio parará
o pulso frio
abandonado pulso
tudo na cabeça de um homem
tudo na cabeçada de um homem com as coisas do mundo
há-de surgir a história contada era uma vez
um sentido de vida para distracção
para passar o tempo
para te ter na mão
seremos para sempre felizes meu coração
peço-te
pressente-me

5 comentários:

K disse...

Por vezes, o relógio visto ao espelho marca a única hora verdadeira!

un dress disse...

sinto

:o que é

parcamente

sensível

ana disse...

pressentir é já ser...

Anónimo disse...

acto de adivinhação, de leitura nos ossos...

elena disse...

tanto que se pressente...

Arquivo do blogue



ROSASIVENTOS
DMCA.com